17 de março de 2011

E foi verdade

Eu realmente fiquei, durante muito tempo, olhando pra página em branco pensando sobre por onde começar a contar toda minha aventura em Belo Horizonte. E as fotos, então? Como selecionar? Vou falar pra vocês que tem sido uma tarefa bem difícil.

O fato é que eu fui pra BH.

Essa viagem acabou acontecendo quando eu nem tava esperando. Mas de um dia pro outro as coisas foram fluindo e foi dando tudo certo. Deus sempre me surpreendeu e dessa vez não foi diferente.

Cheguei no Confins às 08:30am do dia 04.03.2011. Meu coração tava tranqüilo, pensei até que não seria assim, afinal tava indo conhecer pessoalmente A Biga. Uma coisa era certa, eu tava feliz.

Cheguei na casa da Bá e fui muito bem recebida por todos. Me senti bem. Mas como havia dito pra ela, eu sou tímida, rs, então fiquei mais na minha. À noite partimos pro acamps.

O AcampaRhema *-*

Na primeira noite, juro que pensei: “Eu só posso ser doida mesmo. O que to fazendo aqui?”
Eu já disse que Deus me surpreende? É, eu sei que disse. Mas não tem como não ficar maravilhada com as coisas boas que Deus me dá. Coisas que eu não espero, não peço e acho que nem mereço. O Senhor falou poderosamente comigo durante os quatro dias que se seguiram. Às vezes as coisas não precisam acontecer de forma sobrenatural, Deus também fala no intimo, no silêncio, no secreto. Só sei que ele falou e eu ouvi.

Na última noite, pensei: “Não queria que acabasse”.

Os outros dias foram dias de turismo em BH. Dias de descanso. Dias de pessoas. Mais pessoas. Lindas pessoas. Apaixonáveis pessoas. Eu nunca vi um povo tão querido. Já fui de norte à sul do país e não encontrei. Tenho certeza que fiz alguns amigos que vou levar pra vida toda. E, se eu puder, vou dizer que ganhei uma nova família. Disse.

Primeira vez que fiquei tão longe de casa sem alguém da minha família. E isso foi bom pra mim. Pude me observar mais. Tenho mania de olhar mais pro outro. Fazer o que o outro quer. E estando sozinha pude me enxergar um pouco mais.

E não é que eu quase perdi o voo de volta? Uma coisa eu perdi mesmo. Minha tesourinha de unha, rs.

Eu amo ainda mais a minha amiga. Presente de Deus. Ela é linda, por dentro e por fora, é carinhosa e cuidadosa. Uma filha preciosa. Mulher valorosa. Pra mim é uma honra tê-la em minha vida e fazer parte da dela.

Nunca vou agradecer o suficiente por tudo que me proporcionaram durante esse tempo. Me deram ânimo pra esperar por coisas boas, pra prosseguir com alegria e esperar com paciência. Nunca encontrarei palavras capazes de expressar a minha gratidão e meu amor.


Encontramos com a Carol e a Helen E elas colocaram no blog delas. Fotos lindas. É só clicar nos nomes. :)

Bebê (Jéssica), eu, Biga, Pastora e Pastor
Debbinha, Bárbara e eu
Danone, Biga, eu e Bebê
Tamy e eu
Meninas na Rhema

Na casa da Stela
Zoo


8 comentários:

Bárbara disse...

ficou lindo! saiba que para mim foi um prazer enorme tê-la conhecido pessoalmente. nada foi difícil, já que nos conhecíamos a tanto tempo. confesso que a timidez me surpreendeu a início, mas vc se soltou...
me alegro demais por ter colaborado nesses dias, por ter colaborado na construção de outras amizades, por ter colaborado juntamente com minha família na sua estadia aqui.

que realmente você 'espere por coisas boas, pra prosseguir com alegria e com paciência', todos os dias. mesmo naqueles dias nublados...

e quem é que ia perder o vôo? já disse que tudo foi calculado afim de você não enfrentar filas, hehe...

e como você conseguiu perder sua tesourinha de unha? vc foi ninja.. kkkkkk!

Biga, 7.

Pathy disse...

Uma semana é tempo suficiente pra eu me soltar e não mostrar demaaais, hauhauhua. A intimidade é perigosa.

Foi assim, a tesoura ficou retida no aeroporto xD

7.

Tamara disse...

Estou meia que intrometida nos comentários,mais como sou curiosa tive que comentar,rs.Achei muito show o texto,que bom que vc conheceu um pouquinho dos mineiros,conheceu lugares,e de quebra conheceu esta pessoa maravilhosa,amiga,companheira e como disse vc mulher valorosa que e esta BABIS,amiga pra todas as horas.

Pathy disse...

E eu vi você na ruaaaaaa, rsrsrs.

Bárbara disse...

hahaha.. tenho que rir de vc, pathylira.. até parece né?

e agora sim tá explicado: realmente uma tesourinha de unha é perigosa, hauhaua!

tan: é uma pena que não pode participar conosco, mas terão outras vezes. obrigada pelos elogios, espero 'ser isso tudo' que vc e a pathy comentaram, é bom saber e me alegra bastante... :)

bjOu's.

Tamara disse...

O comentário da Pathy do eu vi vc na rua foi ótimo,kkk.Bom babis pelo menos nos duas(eu e pathy)concordarmos em algo,realmente vc e isso tudo que dissemos,preocupa nao que virão novas oportunidades, aguarde cenas deste próximo capitulo,kkk.

Anônimo disse...

Nhaaaaai foi emocionante encontrar a pathy! E de quebra os amigos queridos que levaram ela pra encontrar com a gente (obrigada barbara!)

Pathy ja ta quase na hora de vc voltar afinal nao ficou combinado que vc viria pro meu niver???? Rsrsrsrsrs

Prazer imenso ter tido aquela noite curtinha mas cheia de risadas com vc!

Beijocas

Helen vilela

Pathy disse...

taan, nada de achar que tá se intrometendo, hein?!

Quando é teu niver, Helen? Tenho q ir, né? Rsrs...

Pra mim foi uma delícia e um prazer também

:))