29 de janeiro de 2011

um sopro.


a vida passa rápido. os momentos que a compõem - algumas vezes, como ela - são despercebidos. e no final das contas, foi-se o tempo que podia ser vivido.

2 comentários:

Pathy disse...

E a gente perde a vida e o tempo...

Bárbara disse...

ia te perguntar se ficou bom, e você já viu.

que sejamos mais sábios nesse caminho.